Juíza confirma depósito e pagamento deve começar para trabalhadores da Maternidade e do Hospital Regional de Patos



Dra. Francisca Poliana Aristoteles, juíza da Vara do Trabalho de Patos, confirmou que o Governo do Estado da Paraíba realizou o depósito judicial referente ao processo que garante o pagamento dos salários atrasados dos trabalhadores da Maternidade Dr. Peregrino Filho e do Hospital Regional de Patos.

O depósito judicial ocorreu na tarde da última quinta-feira, dia 12, em conta específica da Caixa Econômica Federal. Foram em média R$ 4.000.000,00 para que sejam efetuados os pagamentos dos salários atrasados há dois meses dos trabalhadores do Hospital Regional de Patos e os demais ainda restantes da Maternidade Dr. Peregrino Filho.

Por questões de viabilidade operacional diante da complexidade da transação bancária, os trabalhadores devem começar a receber a partir da próxima terça-feira, dia 17. Os depósitos são feitos nas contas de cada trabalhador e a Caixa Econômica Federal coloca à disposição funcionários para agilizar o processo.

As ações judiciais se deram em decorrência do desrespeito aos direitos trabalhistas por parte do Instituto Gerir, contratado de forma terceirizada pelo Governo do Estado da Paraíba para administrar o Hospital Regional de Patos e a Maternidade Dr. Peregrino Filho, ambos em Patos, bem como o Hospital Geral de Taperoá.


Jozivan Antero – Patosonline.com