Jovem sousense tem supostas fotos íntimas compartilhadas indevidamente em grupos de whatsapp da cidade



Supostas fotos íntimas de uma jovem acabaram sendo compartilhadas em grupos de whatsapp da região de Sousa, no Sertão paraibano.

Ainda não se sabe quem foi o responsável pelas imagens estarem circulando na web.

A jovem foi aconselhada a formalizar queixa na Polícia, para que seja aberta uma investigação.

Sistema Diário do Sertão é contra qualquer tipo de reprodução de fotos os vídeos dessa natureza, e não compactua com essa prática criminosa. O dever do site é apenas noticiar as informações do sertão da Paraíba e do mundo.

QUALQUER DIVULGAÇÃO É CRIME

O compartilhamento de material desse tipo, como fotos ou vídeos íntimos, pode ser classificado como difamação (imputar fato ofensivo à reputação) ou injúria (ofender a dignidade ou decoro), segundo os artigos 139 e 140 do Código Penal.

Lei de Crimes da Internet, também conhecida como “Lei Carolina Dieckmann”: sancionada em dezembro de 2012, pune com prisão quem comete crimes digitais e serve como base jurídica para punir quem divulga informações pessoais sem consentimento.

A divulgação de imagens e vídeos de nudez ocorre também com o consentimento da produção do material, porém sem a autorização de divulgá-lo na internet. Quando isso acontece, essa prática é conhecida como ‘pornografia de vingança’ ou ‘sexting’. Em casos extremos após o vazamento de imagens íntimas seguidas de ‘cyberbullying’ já existem registros de suicídios cometidos pelas vítimas devido a exposição vexatória.


DIÁRIO DO SERTÃO




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.