• Dra Milena
Locais

Jovem internada na Maternidade de Patos diz que está há dois dias tendo contrações e equipe não quer fazer parto; Diretora se posiciona e explica situação da paciente

ÓTICAS GUIMARÃES

A redação do Patosonline.com recebeu na manhã desta quinta-feira, dia 30 de junho, o contato da jovem Maria Clara Costa da Silva, de 19 anos, fazendo o relato de uma situação que ela vem enfrentando na Maternidade Dr. Peregrino Filho, aqui em Patos.

Maria Clara está grávida e há dois dias está internada na unidade hospitalar, tendo contrações, mas a equipe não quer realizar o parto: “Há dois dias que eu estou na Maternidade Dr. Peregrino Filho com contrações e não estão querendo fazer o parto só porquê não está dilatado, e só estão aplicando remédio e nada da dor passar. Eu já fiz apelo, porque não aguento mais a tortura dos médicos, faz toque e não resolve nada”, relatou a jovem.

A redação do Patosonline.com fez contato com a diretora da Maternidade, Séfora Cândida, que explicou a situação da jovem e disse que a mesma é uma paciente que deu entrada com apenas 37 semanas e não encontra-se em trabalho de parto, e pelo tempo de gestão também não é indicada a cesariana. A jovem vem sendo monitorada pela equipe e avaliada pelos médicos a todo momento. Confira a nota abaixo:

A paciente foi admitida ontem à noite no setor de alto risco, com 37 semanas e referindo dores, porém não se encontra em trabalho de parto, não tem perda de líquido, foi avaliada pela médica agora a pouco e a mesma indicou um USG renal e outra obstétrica, e será feita agora a tarde. Foi realizado também um exame de cardiotocografia para avaliar os batimentos fetais e se estava em contração. Pelo exame, tudo está dentro da normalidade. Como ela está com apenas 37 semanas e até o momento não há nada que referencie uma urgência obstétrica, não é no momento indicativo de procedimento cirúrgico. A mesma está sendo monitorada pela equipe e avaliada pelos médicos.

É importante ressaltar que a chefe de enfermagem foi lá no leito conversar com ela. A mesma quer uma cesariana, porém, pela idade gestacional dela, não é indicado, porque pode acontecer de comprometer o bebê retirando-o antes do momento certo. Se ela tivesse alguma condição de urgência obstétrica e comprometimento de vida dela ou do bebê, tenha certeza que nossa equipe já teria tomado esta conduta.

Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo