Jornalista e escritora patoense Laryssa Cristiny lançará novo livro na Bienal do Rio de Janeiro



A jornalista e escritora patoense Laryssa Cristiny Moraes irá lançar o seu novo livro “Mais Semanas do que posso Contar: história reais de mães, bebês e da microcefalia”, na Bienal do Livro, no Rio de Janeiro, no dia 4 de setembro de 2019. O livro relata as histórias de quatro mães de crianças com microcefalia, detalhando sua rotina, desde a gravidez até os dias de hoje.

O livro é uma obra do jornalismo literário e foi fruto do Trabalho de Conclusão do curso de jornalismo da autora no ano de 2018 e foi publicado este ano pela Editora Chiado, com sede em Portugal. O livro está disponível na livraria Saraiva, livraria Cultura, Martins Pontes, Travessa e livraria Leitura e também no site da livraria Chiado.     

Em entrevista ao Blog do Jordan Bezerra, Laryssa falou sobre a necessidade de discussão da temática no Brasil:

“O livro é muito importante pois a temática da microcefalia estava esquecida e agora trouxemos à tona, além disso a sociedade precisa saber como vivem essas famílias. É fundamental que as pessoas conheçam um pouco mais sobre a microcefalia e a superação diária dessas crianças. Outro motivo importante é que parte do lucro será direcionado para as famílias das crianças e para as instituições que apoiam esta causa”, afirmou a escritora.  

Pelo Instagram @maissemanas, o livro está sendo vendido na pré-venda com frete para todo o Brasil e já vem autografado pela autora. Em breve na cidade de Patos, o livro será vendido na livraria Nobel, no Guedes Shopping, e na livraria Livropel, no centro da cidade.

SERVIÇO

 XIX BIENAL INTERNACIONAL DO LIVRO DO RIO DE JANEIRO

RIO CENTRO

PAVILHÃO VERDE

NÚMERO 100 – ESPAÇO CHIADO

AUTÓGRAFOS: A PARTIR DAS 10 HORAS DA MANHÃ

DIA 04 DE SETEMBRO DE 2019

Júnior Macena – Diretor de Comunicação e Marketing 




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.