EsportesMundo

Jornal tem acesso a depoimento de mulher que acusa Dani Alves de estupro; veja detalhes

Relatório médico alega que a vítima tinha marcas de violência compatíveis com estupro.

ÓTICAS GUIMARÃES

A imprensa espanhola revelou detalhes do depoimento da mulher que acusou o jogador Daniel Alves de estupro. À polícia, a jovem afirmou que houve uso de força, agressão física e penetração. O relato não foi divulgado de forma oficial pela Justiça.

Daniel Alves também prestou depoimento e foi preso preventivamente nesta sexta-feira (20). Os fatos teriam ocorrido em uma boate de Barcelona na madrugada do dia 31 de dezembro do ano passado.

Segundo o jornal El País, um dos veículos de comunicação que teve acesso ao documento, o estupro foi “muito violento” e durou cerca de 15 minutos.

Já o El Periódico divulgou que “restos de sêmen” foram encontrados no banheiro da boate. O relatório médico aponta que a vítima tinha marcas de violência compatíveis com estupro.

DETALHES DO CASO

Conforme publicação do El Periódico, o jogador teria tentado “paquerar” de forma inconveniente a suposta vítima e outras mulheres. Após um tempo na festa, por volta de 4h da manhã, ela teria ido até o banheiro e o jogador atrás dela.

A vítima disse que Alves agarrou de forma agressiva sua mão e a colocou sobre o pênis. Ao resistir, ele a teria jogado no chão e a forçado a fazer sexo oral nele. Como ela reagiu novamente, Alves bateu nela, a levantou do chão e a penetrou com força.

Depois do suposto estupro, a mulher relatou o ocorrido a funcionários da boate, que chamaram a polícia. De acordo com a denúncia, Daniel Alves já havia ido embora quando os policiais chegaram ao local.

VERSÃO DE DANIEL ALVES

Em uma mensagem transmitida ao canal Antena 3, em 5 de janeiro, Alves negou os fatos. “Não a conheço, nunca a vi”, disse ele sobre a denunciante. “Gostaria de negar tudo”, acrescentou, confirmando que esteve na boate, “se divertindo”, mas “sem invadir o espaço dos outros”.

Fonte: Diário do Nordeste


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo