Jogador brasileiro morre após contrair malária na Nigéria

Foto: Divulgação/Vandrezzer FC



O lateral-direito Luiz Henrique Farias, ex-Fluminense de Joinville, clube de Santa Catarina, faleceu nesta terça-feira vítima de complicações da malária, contraída na Nigéria. Ele havia se transferido ao Vandrezzer FC em dezembro de 2020 e retornou cerca de um mês depois para tratar da doença, mas não resistiu.

O jogador de 32 anos, que defendeu a equipe catarinense de 2016 a 2019, retornou ao estado em 2020 para aprimorar a parte física e se transferir, em dezembro do mesmo ano, para a segunda divisão da Liga Nacional da Nigéria. Na África, acabou contraindo a versão mais aguda da malária e retornou ao Brasil.

Natural de Recife, Luiz Henrique estava sendo tratado em um hospital na capital pernambucana. De acordo com a assessoria do Fluminense de Joinville, o atleta viajou ao continente africano com todas as vacinas necessárias, mas voltou com suspeitas de alergias e infecções. Ele chegou a ser tratado com suspeita de Covid-19, e só depois foi diagnosticado com malária.


GE