Ivânio Ramalho diz que oposição pode rachar e situação é um “balaio de gato” na Paraíba



O vice-prefeito de Patos, médico Ivânio Ramalho (PMDB), participou do programa Itatiunga Primeira Hora, na rádio 102 FM de Patos, na manhã de hoje (segunda-feira), dia 09 de fevereiro.


 


Ivânio está de férias em João Pessoa, mas fez questão de participar do programa, segundo ele, para esclarecer aos patoenses, sobre a decisão do Tribunal Regional Eleitoral – TRE, que o multou em um processo movido contra ele, ainda no desenvolvimento da campanha do seu primeiro mandato (2005/2008).


 


O vice-prefeito disse que pedirá o cancelamento da multa, pois no seu entendimento, houve a prescrição da mesma, já que o seu primeiro mandato (o qual o processo era referente), já foi encerrado.


 


Ivânio Ramalho ainda respondeu algumas perguntas sobre política, principalmente sobre eleições 2010. Ivânio praticamente descartou a possibilidade de sair candidato a deputado federal no ano que vem. Ele disse que uma campanha para disputar uma cadeira na Câmara Federal, requer uma grande estrutura.


 


Sobre a sucessão estadual, Ivânio Ramalho disse que é possível que a oposição, liderada por José Maranhão, Ricardo Coutinho e Veneziano Vital, poderá rachar, caso José Maranhão assuma o governo do estado, com a eminente confirmação da cassação de Cássio. Com esse cenário Maranhão deverá concorrer a reeleição, batendo de frente com Ricardo Coutinho, que segundo Ivânio, será candidato a governador no ano que vem de todo jeito.


 


Sobre a situação estadual, liderada pelo governador Cássio Cunha Lima, Efraim Morais e Cícero Lucena, Ivânio Ramalho classificou de verdadeiro “balaio de gato”, onde ninguém se entende.


 


Ivânio disse que na sua opinião, o candidato da situação deverá ser o senador Cícero Lucena (PSDB), inclusive Lucena já conta com o apoio de altos “caciques” do PSDB nacional, a  exemplo de José Serra, pré-candidato do partido a presidência da república.


 


Finalizando sua participação, Ivânio declarou que se a oposição se mantiver unida, formando uma chapa que englobe o senador José Maranhão (PMDB), o prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital (PMDB) e Ricardo Coutinho (PSB), praticamente será imbatível na disputa delo Palácio da Redenção no ano que vem.


 


Redação do Patosonline.com