Ivanes consulta TCE para pagar salário a Dinaldinho, que está afastado do cargo



A prefeitura de Patos emitiu um documento solicitando uma consulta ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) para saber se seria legal ou não continuar pagando salários aos efetivos e agentes políticos que foram afastados de suas funções na gestão de Dinaldinho Wanderley.

Baseado nessas informações, o jornalista Jamersom Ferreira levantou a hipótese de que o gestor interino de Patos, Dr. Ivanes Lacerda, estaria consultando para saber se é possível pagar o salário de Dinaldinho, prefeito afastado de Patos há 23 meses. Ele está afastado e sem receber o salário de prefeito, que corresponde a 17 mil reais, que daria um total de mais de 390 mil reais.

Com tudo isso, surgiram algumas dúvidas: há alguma proximidade entre Dr. Ivanes e Dinaldinho para fazer isso? Outra questão era: será que Dinaldinho (MDB) não renunciou porque há pessoas aliadas suas trabalhando ainda na gestão, que não foram afastados por Dr. Ivanes?

A reportagem do Blog do Jordan Bezerra conversou com o prefeito afastado, Dinaldinho Wanderley, e questionou se teria algum acordo com Ivanes ou se ele teria evitado renunciar para não prejudicar os seus aliados que estão empregados na gestão. Dinaldinho negou e disse que o foco é promover o MDB no município.

“Não tenho acordo político com ninguém. Meu objetivo é fortalecer o MDB em Patos”, frisou Dinaldinho.

A reportagem também buscou ouvir o prefeito interino Dr. Ivanes Lacerda (Republicanos). Ele visualizou as mensagens, mas até o momento não retornou. O espaço fica aberto para possíveis esclarecimentos.

Veja:

Blog do Jordan




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.