Irmão de um dos bandidos mais perigosos do RN é preso no Seridó



Dez homens da Polícia Militar de Jardim de Piranhas prenderam na tarde desta terça, por volta das 14h, Bartô Galeno Alves Saldanha, de 20 anos, irmão de um dos pistoleiros mais perigosos do Rio Grande do Norte, o Humberto Alves Saldanha, mais conhecido como “Galego de Antenor”, preso há cerca de dois meses.

 

Bartô foi preso num sítio na Zona Rural de Jardim de Piranhas. Segundo a polícia da cidade, ele é acusado de pelo menos cinco homicídios e vários assaltos. Em depoimento na tarde de hoje, Bartô alegou que todos as pessoas que ele matou eram vagabundos e o tinham jurado de morte. No momento da sua prisão, ele estava com uma pistola 380 mm e um saco de munições com aproximadamente 50 projéteis.

 

Ainda de acordo com a polícia de Jardim, o capitão Niltoildo o procurava há cerca de 20 dias. Hoje, na hora da ação, dez policiais militares fizeram o cerco e não deram tempo de reação. Na casa em que Bartô foi pego estava ainda a cunhada, a sogra e um outro cunhado dele, que também acabou preso. "No entanto, ele negou quaisquer acusação em crimes cometidos pelo Bartô e disse que no momento da prisão estava em visita. Ele vai ficar aqui para ser ouvido pelo delegado de Caicó junto com o Bartô", disse o policial.

 

Segundo a polícia, Bartô é acusado de cometer crimes em Janduís, Jucurutu e Messias Targino. Ele ficará preso em Jardim nesta noite e amanhã pela manhã deverá ser transferido para Caicó, onde será interrogado pelo delegado regional.

 

Com informações do dnonline.com.br

Foto: blog Marcos Dantas