Internauta gestante procura o Patosonline para reclamar que mulheres grávidas estão sendo obrigadas a trabalhar mesmo com risco da Covid-19 – Saiba mais.



Uma mulher gestante da cidade de Patos procurou a reportagem do portal de notícias Patosonline.com, para relatar que está apavorada com o risco de contrair a Covid-19, assim como outras mulheres que precisam trabalhar para se sustentar.

A moça contou que está muito assustada com a nova variante do coronavírus, e que outras mulheres grávidas também estão sendo obrigadas a trabalhar sem qualquer direito a licença por parte de seus patrões.

Outra reclamação da mulher foi no tocante aos médicos que fazem o pré-natal nas unidades de saúde. Ela alega que esses profissionais sabem da situação e se recusam a conceder o atestado para afastamento em razão do risco pra Covid-19.

Diante de tal dificuldade, a moça disse que sente-se desprotegida pelo Ministério da Saúde e ainda pelas empresas e leis que poderiam ampará-las nesse momento.

Portanto, a mulher fez um apelo para a discussão seja pública e possa gerar uma solução para as mulheres grávidas, que são do grupo de risco pra Covid, e que mesmo assim precisam trabalhar sem licença dos seus patrões.

Matéria por Patosonline.com