• Dra Milena
Locais

Internauta denuncia descaso do Hospital Regional de Patos com sua mãe de 76 anos que precisa realizar cirurgia para retirada de placas de contenção. Direção se posiciona

ÓTICAS GUIMARÃES

A redação do Patosonline.com recebeu na noite desta terça-feira, dia 28 de junho, o contato de familiares da senhora Carmelita Araújo de Oliveira, de 76 anos, denunciando o descaso por parte do Complexo Hospitalar Regional de Patos com relação a realização de uma cirurgia para retirada de placas de contenção na idosa.

Segundo relatou a filha de dona Carmelita, há cerca de 1 ano, a idosa passou por um cirurgia e colocou placas de contenção no cotovelo, porém, desde então o corpo vem rejeitando as placas. A família procurou médicos especialistas na área, inclusive o próprio que fez a cirurgia da idosa, e os mesmos informaram que as placas deverias ser retiradas para ter uma melhor estabilidade.

“Me mandaram ordem pra ir procurar o Hospital e internar pra fazer a retirada das placas. O Hospital disse que estava lotado e que teria que aguardar a cirurgia fora, minha mãe tem 76 anos. Me pediu os exames pra dar andamento na cirurgia, fiz todos esses exames, dizendo eles que, assim que eu estivesses com os exames em mão, fosse até o Hospital pra marcar a cirurgia. Quando chego lá pra marcar a cirurgia, eles me mandam ir no postinho pedir o encaminhamento pra marcar na secretaria, da secretaria eles mandam pro Frei Damião, do Frei Damião manda de novo pra secretaria, pra poder passar pelo outro médico, pra quando esse médico me der o encaminhamento, ir pra secretaria, da secretaria esse projeto Opera Paraíba determinar qual dia, mês ou ano será feita essa cirurgia. Desde então minha mãe vem se intoxicando de antibióticos e analgésicos pra passar as dores e nada”, relatou.

Ela conta que já procurou a direção do Hospital e falou com o médico responsável pela marcação de cirurgias, mas classificou como negligência o posicionamento do Hospital: “Já procurei a direção do Hospital, já falei com o médico responsável pela marcação de cirurgias e ele disse, antes mesmo de me escutar, que eu procurasse esse projeto Opera Paraíba, e só depois do São João, daqui a 30 dias você me procura, enfim, destratou e negligenciou o caso, porque o Hospital em si é culpado por esse procedimento aí, erro deles, pois também demoraram a fazer a cirurgia. Estou com todos os exames, tudo pronto, e o Hospital simplesmente faz vista grossa pra tratar da minha mãe”, disse a filha de dona Carmelita.

A redação do Patosonline.com fez contato com a Assessoria de Comunicação do Complexo Hospitalar Regional de Patos e o Diretor Clínico da unidade, Dr. Pedro Augusto, enviou a seguinte resposta:

Dr. Pedro Augusto, Diretor Clínico do Complexo de Patos

Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo