Locais

Hospital Regional de Patos registra 27 casos de atendimentos à vítimas de mordidas de cachorro neste início de ano

ÓTICAS GUIMARÃES

Nesta terça-feira (10), seis pessoas deram entrada na Urgência e Emergência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) por causa de ataques e mordida de cachorro. Do dia 1º de janeiro até hoje (11), a unidade atendeu 27 pacientes nesta situação. O diretor Técnico do hospital, Dr. Pedro Augusto, chama atenção para o aumento significativo e frequência de casos neste início de ano e para a necessidade de se procurar o serviço médico nesta situação.

“Esse tema do número de vítimas de mordedura de cães tem chamado a atenção de nossa emergência. E é importante que as pessoas procurem o serviço hospitalar por causa da questão da vacinação contra uma doença que não tem cura, que é a raiva humana, que é transmitida pela mordedura de um cão”, explica ele. O médico reitera que toda pessoa que passar por essa situação, deve procurar atendimento médico para ser feito um esquema vacinal. “Seja mordida ou mesmo uma lambedura do animal em ferida aberta é preciso ter cautela e cuidados específicos”, destaca Dr. Pedro Augusto, lembrando que a necessidade ou não de tomar a vacina dependerá de alguns fatores, entre eles, da observação do animal agressor.

Segundo o médico, nestas situações, no hospital é feita a primeira dose da vacina antirrábica. “Depois desta primeira dose, se o cão for de rua ou não tiver a vacinação em dia, é preciso que o esquema vacinal seja completado e isso é feito nas unidades de saúde do município”, diz Dr. Pedro Augusto, lembrando que todo mundo que for vítima deste tipo de agressão precisa procurar o hospital para ser feito o atendimento, inclusive, com cobertura contra o tétano, além do uso de antibióticos, a depender da localização e extensão da ferida.

Vale salientar que em dias úteis, nos turnos da manhã ou tarde, os PSFs também fazem o atendimento nestes casos de mordedura de cães. Nos demais dias e no período da noite, o atendimento é feito no hospital que é referência para o soro antirrábico em Patos. Nesta quinta-feira (12), haverá uma capacitação com profissionais do Complexo e do Hospital Infantil Noaldo Leite, no auditório da 6ª Gerência Regional de Saúde, para atualizar as equipes destas unidades em relação a profilaxia da Raiva Humana frente a escassez do Soro Antirrábico. O treinamento acontece a partir das 10h.

Por News Comunicação/Assessoria


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo