Hospital de Patos registra 180 atendimentos no final de semana



O plantão do domingo (31) foi o de maior movimento deste final de semana na Emergência e Urgência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) quando foram atendidas 89 pessoas. O segundo dia de maior movimento foi o sábado (30), quando deram entrada na unidade outros 69 pacientes. Na sexta-feira outras 22 pessoas foram atendidas no hospital por motivos diversos. O relatório do final de semana faz referência às 18h do dia 29 até a meia noite do domingo e aponta ainda que 33 pessoas foram socorridas vítimas de acidentes de trânsito e que foram realizadas 16 cirurgias, sendo oito procedimentos de emergência e a mesma quantidade de cirurgia eletiva.

O balanço de atendimentos do hospital, que integra a rede estadual de saúde, destaca que das 33 pessoas que foram atendidas por causa de complicações decorrentes de acidentes de trânsito, 26 delas eram do sexo masculino e sete do sexo feminino. Dos 33 acidentes, 25 aconteceram com pessoas em motocicletas, cinco em automóveis, dois em bicicletas e um em veículo com tração animal. Dos 33 acidentados, 10 deles precisaram ficar internados para cuidados posteriores. Os demais foram liberados após receber os cuidados devidos. Das 10 internações necessárias, nove delas foram de pacientes que se acidentaram com motos. A maior parte dos acidentados era da cidade de Patos, mas o hospital atendeu acidentados de outros 16 municípios da região.

A maior parte das 16 cirurgias foi de casos de Ortopedia, num total de cinco procedimentos e de oncologia, com a mesma quantidade de intervenções cirúrgicas, seguido de três casos de cirurgia geral e outros três casos de cirurgia vascular. Na emergência e urgência, além dos casos envolvendo os acidentados com motos, os demais principais motivos dos atendimentos da unidade neste final de semana foram de pacientes com queda da própria altura, dor abdominal, dificuldade de respirar, queda de nível, sintomas de síndrome gripal, contusão diversa, hipertensão, dor no peito, dor no tórax, entre outros motivos.

Assessoria