Regional

Hospital de patos atende mais de 160 pessoas e realiza 17 cirurgias no final de semana

ÓTICAS GUIMARÃES

O plantão do final de semana (14 a 16) na Urgência e Emergência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) registrou o atendimento a 161  pessoas, das quais, 16 vítimas de sinistros de trânsito. Entre às 18h da última sexta-feira até a meia noite deste domingo foram realizadas ainda 17 cirurgias, sendo 13 de emergência e outras quatro eletivas.

 O plantão de maior movimento foi o de domingo, quando foram atendidas 75 pessoas, seguido do de sábado, com mais 68 atendimentos e, na sexta-feira, das 18h até a meia-noite, outras 18 pessoas deram entrada na unidade. Dos pacientes vítimas de sinistros, a maioria, 13 no total foi de pessoas que estavam em motocicletas. Mas, houve ainda o registro de três casos de pessoas que se acidentaram com bicicleta. Dos 16 pacientes, três permaneceram internados para cuidados posteriores. A maior parte das vítimas de acidentes foi da cidade de Patos, com nove pessoas no total, mas o hospital atendeu pacientes das cidades de Aguiar, Imaculada, Princesa Isabel, Santa Luzia, Santa Teresinha, São Bento e São José do Bonfim.

Na Urgência e Emergência, além dos casos envolvendo os acidentados, os demais principais motivos dos atendimentos da unidade neste final de semana foram de pacientes com sintomas de síndrome gripal, queda da própria altura, dor abdominal, dor renal, dor no peito, dificuldade de respirar, queda de nível, entre outros motivos. Dos 17 procedimentos cirúrgicos, a maior parte foi de Cirurgia Geral, com sete casos, seguido de Vascular e Oncológica, com quatro procedimentos em cada especialidade e ainda aconteceram duas cirurgias ortopédicas.

O diretor geral do Complexo, Francisco Guedes, alerta para o aumento dos  casos de atendimentos a pessoas com problemas de síndrome respiratória que, inclusive, liderou a procura por assistência neste final de semana na urgência e emergência da unidade, reiterando a importância das pessoas usarem máscaras, evitarem aglomerações e higienizarem frequentemente as mãos. “Agora, lutamos não apenas contra o vírus que causa a Covid, mas, também contra essa nova variante da Influenza que é também muito contagiosa, portanto, apelamos para que a população não relaxe nas medidas protetivas para evitar a disseminação destas doenças e, consequentemente, o número de internações”, apela o diretor.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo