Homens são flagrados instalando ‘chupa-cabra’ em caixas eletrônicos em Cajazeiras



"cajazeiras"

Uma operação iniciada em Cajazeiras e que se estendeu até a cidade de Ipaumirim (CE) culminou com a prisão de cinco homens acusados de aplicarem golpes em agências bancárias com a colocação de um aparelho conhecido por ‘chupa cabra’. A operação contou com a participação de policiais militares da Paraíba e Ceará.

Os presos foram Joel Ferreira de Sousa, 51 anos; Anaílson Alexandre Parnaíba, 29; José Correia de Sousa; Francisco Cristiano Roberto de Oliveira, 29; José Manoel de Sousa, 72 anos. Com o grupo foram apreendidos vários materiais utilizados na aplicação do aparelho.

O material apreendido foi um rolo de fita dupla face, um rolo de fita isolante de cor preta, cola super bonde, uma tesoura com resquícios de cola, três chaves de fenda de tamanhos variados, um arame, vários pedaços de fita adesiva dupla face e ainda um rifle, munições, 132 cartões clonados, 18 chupa cabra, celulares, mais de 30 carteiras de trabalho e CPFs, uma carteira de identidade falsa, dois notebooks, dois scaners e diversas ferramentas para instalação de câmeras.

Segundo consta de relato da polícia no início da tarde de sábado, 27, o Centro de Operações Policiais do 6° BPM, com sede em Cajazeiras, recebeu informação de que um homem havia colocado um aparelho de clonar cartões em um dos caixas do Banco Bradesco situado na Praça Dom João da Mata.

Uma guarnição comandada pelo sargento Edmilson foi ao banco e localizou o ‘chupa cabra’ e um veículo Cross Fox amarelo, placas FLY-0943 abandonado de frente ao Bradesco na lateral da praça da prefeitura de Cajazeiras.

Com o objetivo de prender os acusados os policiais montaram uma campana e deram voz de prisão aos suspeitos ao retornarem para o veículo. Ao revistarem o veículo foi encontrado uma grande quantidade de material usado para a colocação do ‘chupa cabra’.

Um dos presos, Joel Ferreira de Souza, morador da cidade de Ipaumirim-CE, possui várias passagens pela justiça incluindo a prática de furtos e crimes contra agências bancárias na Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará, sendo encontrado na carteira dele dois alvará de soltura, de crimes contra o Patrimônio de instituições bancárias de outros estados.

Outro envolvido com o grupo, José Correia de Souza conseguiu fugir, mas foi seguido e preso em Ipaumirim, gerando uma grande operação envolvendo as polícias da Paraíba e Ceará, comandadas tenente Bruno Silva do 6º BPM-PB e major Sobreira da PM-CE. Correia estava no sítio Serrote junto com Francisco Roberto e Manoel de Souza, sendo apreendido a arma, munição e outros materiais, incluindo os ‘chupa-capa’.

Os grupo preso e o material apreendido foram levados para a Delegacia de Polícia de Cajazeiras, onde foram autuados em flagrante.

Cardoso Filho
WSCOM Online