Policial

homem morre ao inalar grande quantidade de fumaça após incêndio dentro de seu quarto, em Sousa

Segundo o delegado, só após resultados da perícia é que será possível precisar o que pode ter causado as chamas

ÓTICAS GUIMARÃES

Um homem identificado como Abel Francisco de Oliveira, de 42 anos, morreu em consequência de um incêndio ocasionado em seu quarto, na residência onde ele dormia, localizada no distrito de Lagoa dos Estrelas, na zona rural de Sousa, Sertão paraibano. O fato se deu durante a madrugada desta terça-feira (15).

A reportagem da TV Diário do Sertão ouviu o dono da casa onde a vítima dormia. Ele explicou que no início da manhã um vizinho teria percebido uma fumaça saindo de dentro do quarto e junto com outros moradores teriam tentado abrir a porta, e perceberam que Abel estava morto. Daí então acionaram a polícia.

Por volta das 7h a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros estiveram no local e realizaram os procedimentos de praxe. Os peritos foram acionados e fizeram perícia no recinto onde ocorreu o fato. O corpo da vítima foi encaminhado ao IPC da cidade de Cajazeiras para realização da necrópsia.

Conforme o Corpo de Bombeiros, o homem estava caído ao chão e não havia sinais de carbonização em seu corpo. De acordo com testemunhas, ele teria tentado sair de dentro do quarto, mas não teria conseguido.

A reportagem da TV Diário do Sertão tentou falar com o delegado responsável pelo caso, mas ele não quis gravar entrevista, porém disse que uma das linhas de investigação é que a causa das chamas, é possível que tenha sido por conta de um cigarro.

A suspeita é de que por meio do cigarro possa ter iniciado o fogo que atingiu o colchão da vítima. Conforme o relato, o homem não conseguiu sair de dentro do quarto e morreu sufocado com a inalação intensa da fumaça.

Segundo a polícia, só será possível dar o parecer oficial do que realmente aconteceu após o laudo da perícia.

Foto: TV Diário do Sertão
Foto: TV Diário do Sertão

Fonte: Diário do Sertão


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo