Homem confersa assassinato em Patos. Escute a confisão



Tadeu como é vulgarmente conhecido um dos acusados disse que o segundo suspeito nada tem haver com a morte do pedreiro. Disse ainda que o crime foi praticado por ele e um comparsa que se encontra foragido.

 

Na delegacia Tadeu disse que não está arrependido por ter matado Damião já que, segundo ele, a vítima havia lhe dado um “murro na cara” numa quadrilha junina realizada recentemente no mesmo bairro.

 

Indagado pela nossa equipe quem seria a outra pessoa envolvida no crime, disse que apenas conhecia por “Zanoio” e sabia que ele mora numa favela, porém não soube informar o nome do local.

 

Tadeu disse que planejou matar o pedreiro com o suposto acusado foragido por que ele também havia levado “uma tapa” da vítima e queria se vingar a todo custo. Negou que havia 02 (duas) motos e 04 (quatro) homens na hora do crime. Disse que só estava ele e “Zanoio”.

 

Afirmou que a bainha de revolver e um par de sandálias que a polícia encontrou próximo ao local do crime pertencem a “Zanoi” que ficou com a arma e a moto.

 

Texto e foto/portalpatos

Áudio/Rádio Espinharas