BrasilPolitica

Governo Lula revê sigilo e divulga lista de visitas de Michelle Bolsonaro

Governo Lula revê sigilo e divulga lista de visitas de Michelle Bolsonaro

ÓTICAS GUIMARÃES

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou a revisão dos sigilos de informações pessoais e da administração pública impostos durante a gestão de Jair Bolsonaro. Ele deu 30 dias para a Controladoria-Geral da União (CGU) fazer os mapeamentos. No primeiro caso revisto pela equipe do petista, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) liberou ao jornal Estado de S. Paulo o acesso à lista de pessoas que foram visitar a ex-primeira dama Michelle Bolsonaro no Palácio da Alvorada.

A informação sobre quem foi visitar a então primeira-dama havia sido requerida durante o governo Bolsonaro com base na Lei de Acesso à Informação. Na época, o pedido foi negado, sob alegação de que era um dado pessoal protegido por sigilo. Na reportagem, o jornal informou que, na gestão de Lula, um recurso foi protocolado e a demanda foi atendida pelo novo governo. Ainda segundo o jornal, o documento foi liberado antes mesmo de a CGU concluir o trabalho de revisão.

As visitas de Michelle Bolsonaro

A relação de pessoas que visitaram a ex-primeira-dama tem 565 registros de entrada na residência oficial e abrange o período de dezembro de 2021 a dezembro de 2022, nas portarias principal e de serviço. Entre os visitantes aparecem os nomes do pastor Cláudio Machado, da cabeleireira Juliene Cunha e da estilista Cynara Boechat.

A frequentadora mais assídua do Alvorada foi Nídia Limeira de Sá, diretora de Acessibilidade e Apoio a Pessoas com Deficiência do Ministério da Educação. Nídia esteve 51 vezes na residência oficial no período de um ano, o equivalente a uma média de quatro visitas por mês, informou o jornal.

Fonte: Revista Oeste


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo