Brasil

Governo anuncia mais duas ou três parcelas do Auxílio Emergencial e diz que lançará Novo Bolsa Família

O ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, anunciou nessa terça-feira (8) que o governo pretende prorrogar o Auxílio Emergencial por mais dois ou três meses, antes de instituir o Novo Bolsa Família, que será ampliado.

De acordo com o ministro, o governo vai manter o programa emergencial, porque a pandemia ainda persiste. Após esses três meses, o objetivo é lançar o Novo Bolsa Família, que será reformulado e terá um valor maior para as famílias em vulnerabilidade social.

“Possivelmente, nós vamos estender agora o Auxílio Emergencial, mais dois ou três meses, porque a pandemia está aí. Os governadores estão dizendo que em dois ou três meses a população adulta estará toda vacinada, então nós iremos renovar o Auxílio Emergencial e logo depois entra o Novo Bolsa Família, já reforçado”, garantiu o ministro.

O governo realizou uma mudança no auxílio emergencial em abril, com a previsão inicial de pagamento de quatro parcelas de R$ 250 para mães de família e R$ 150 para os demais beneficiários. Para isso, o governo abriu um crédito extraordinário de R$ 12 bilhões, que deverá ser encaminhado para aprovação no Congresso e outros R$ 7 bilhões que já estão disponíveis no orçamento autorizado para o programa.

Patosonline.com

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close