Gilvan Freire confirma o que disse na Rádio Espinharas: Será coordenador de campanha



"gilvan"O ex-deputado estadual, ex-presidente da Assembléia Legislativa da Paraíba e ex-deputado federal Gilvan Freire (PMDB) disse que está "muito feliz" em seu retorno ao PMDB. Ele afirmou que este mesmo sentimento vê no senador José Maranhão, o maior líder do partido na Paraíba.
"Voltei Para o PMDB e estou vivendo o melhor momento político dos últimos anos. Talvez Maranhão queria compensar o que os Cunha Lima não fizeram por mim durante todo este tempo, porque eu percebo que ele está extremamente feliz pela minha volta e eu também estou. Ele me satisfaz politicamente e o governo dele satisfaz plenamente a Paraíba", disse Gilvan Freire.

Ao mesmo tempo, Gilvan Freire não demonstra estar arrependido do que fez, enquanto esteve aliado ao grupo Cunha Lima, e de ter se desligado do grupo, após mais de 20 anos de convivência. "Combati mais Zé Maranhão que os próprios Cunha Lima. Era o meu papel e não estou arrependido disso. Hoje sou aliado de Maranhão e serei coordenador de sua campanha".

Gilvan disse que em toda a sua trajetória política não pode creditar um voto sequer ao grupo Cunha Lima. "As pessoas só querem lembrar do que o grupo Cunha Lima fez por mim, mas nunca do que eu fiz pelo grupo. Eu nunca recebi um voto dado por Cunha Lima. Nunca chegaram para mim pra dizer que uma liderança política iria me apoiar, ou determinado vereador de uma cidade, por pequena que fosse, nunca".

Ele disse que o fato de ter passado muito tempo apoiando o grupo Cunha Lima acabou por lhe dar uma imagem que não queria. "Talvez o fato de eu estar vinte anos apoiando um grupo político num estado em que não se passa nem dez anos do mesmo lado político tenha me colocado perante a população numa posição de servo, não de servidor".

Carlos Magno

Foto/Arquivo-patosonline.com