Gilvan admite possibilidade de deixar PTB e diz que PMDB é “plano B”



O ex-deputado estadual e federal Gilvan Freire declarou nesta quarta-feira (13), durante entrevista à Rede Paraíba Sat, que será candidato em 2010 para a Câmara dos Deputados, e que apesar de não pretender fazer isto, poderá deixar sua legenda, o PTB, caso sua permanência na sigla possa atrapalhar este seu projeto político. E como plano B diante desta possibilidade, o ex-líder do primeiro Governo Cássio na Assembleia Legislativa da Paraíba disse que poderia se filiar ao PMDB do atual governador José Maranhão.


Sobre o comentado rompimento com o prefeito pessoense Ricardo Coutinho (PSB), ele preferiu arriscar um eufemismo. “Eu não rompi com o prefeito de João Pessoa, apenas avisei que não votarei mais nele para o Governo da Paraíba em 2010”, frisou.


Com relação a Ricardo, inclusive, Gilvan disse que é inevitável o casamento do prefeito da Capital com o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) nas próximas eleições estaduais. “Não sei se eles casam de papel passado no cartório ou se apenas se amancebem, mas o certo é que eles estarão juntos no mesmo palanque em 2010”, brincou.


Na sua opinião, isto aconteceria para atender os interesses de ambos. “Ricardo precisa de Cássio para vencer ao Governo da Paraíba, enquanto que Cássio precisa de Ricardo para fortalecer sua candidatura ao Senado Federal. E ambos precisam se unir para derrotar um candidato em comum, que é o governador peemedebista José Maranhão”, completou.


Além de dizer que não vota em Ricardo Coutinho em 2010, Gilvan disse que também não votaria no senador Cícero Lucena (PSDB) ao Governo, apesar de fazer questão em dizer que se trata de um “grande amigo”.


Sobre as condições de Maranhão na disputa eleitoral de 2010, Gilvan Freire diz que ele deve insistir até o último momento que será candidato a reeleição, mas que acredita que em paralelo o governador vai trabalhar o nome do prefeito campinense Veneziano Vital do Rego (PMDB) como eventual plano B para o pleito estadual.


Paraiba1.com.br