Gerente do setor de licitação diz que serviço do transporte escolar poderá ser comprometido em Patos no ano de 2020. Ouça;



O gerente do setor de licitação da Prefeitura de Patos, Alex Camboim, afirmou nesta quinta-feira, 19, em contato com o jornalista Misael Nóbrega, da Rádio Espinharas 97,9 FM, que o município poderá ter dificuldades para executar o serviço do transporte escolar poderá ser comprometido no ano letivo 2020.

Na oportunidade, ele comentou o relatório do procurador geral do Ministério Público de Contas da Paraíba (MPC/PB), Manoel dos Santos Neto, que apontou fortes indícios de irregularidade na contratação do transporte escolar da Prefeitura de Patos.

De acordo com Alex Camboim, as empresas Transnacional, Nacional, Lubricar, Lubricom e São Jorge, embora pertencentes a um mesmo grupo familiar, participaram legalmente do pregão eletrônico para a contratação do serviço de transporte escolar, pois as empresas possuem CNPJ diferente e não se comunicam juridicamente, e concorreram com uma empresa pertencente a outro grupo empresarial.

O gerente do setor de licitação explicou ainda que a Prefeitura de Patos apresentou defesa em relação as supostas irregularidades apontadas no relatório, e aguarda um posicionamento definitivo em relação ao assunto.

Alex Camboim disse que a decisão poderá comprometer a prestação do serviço em 2020, uma vez que nenhuma empresa demonstrou interesse em participar de um novo processo licitatório, para executar o serviço no município. Ouça as palavras do gerente do setor de licitação da Prefeitura de Patos, Alex Camboim;

Patosonline.com/Áudio de Misael Nóbrega

Gerente do setor de licitação, Alex Camboim