Gerente da Vigilância Sanitária faz apelo à população e diz que casos do coronavírus podem aumentar na cidade de Patos. Ouça



A reportagem da Rádio Espinharas de Patos conversou com o gerente da Vigilância Sanitária de Patos, João Paulo, e na oportunidade buscou saber como anda a fiscalização no tocante aos casos de aglomerações de pessoas em alguns órgãos e estabelecimentos privados, tendo em vista o decreto que determina algumas regras como prevenção contra o coronavírus.

João Paulo contou que o problema maior está sendo o comportamento da população, que não tem obedecido às recomendações e determinações do decreto.

Ele detalhou que recentemente recebeu denúncias informando sobre aglomerações nas agências bancária do centro, e que conforme a constatação os estabelecimentos foram notificados para tomar providências.

Mesmo promovendo organização dentro das agências e evitando aglomerações, João Paulo disse que as pessoas continuaram se aglomerando no ambiente externo.

Ele ressaltou que as maioria dessas pessoas são idosas, e que tendem a não respeitar as orientações repassadas pela equipe de fiscalização.

Risco de aumento de casos e falta de estrutura na saúde

João Paulo também alertou que existe o risco real de aumento de casos do coronavírus na cidade de Patos, caso as pessoas continuem oferecendo resistência para tomar as medidas de segurança.

E também chamou a atenção para a falta de estrutura para atender muitos casos, uma vez que o município não dispõe de condições adequadas para dar conta de uma demanda muito alta de pessoas infectadas.

Neste caso, esses pacientes devem ser encaminhados para Campina Grande e João Pessoa.

E mais uma vez reforçou que o decreto municipal deve ser levado a sério, com as pessoas evitando sair de casa e evitando aglomerações desnecessárias.

Ouça mais detalhes na entrevista que segue.

João Paulo

Matéria escrita por Patosonline.com

Áudio gravado por Higo de Figueiredo (Rádio Espinharas)