Esportes

Gabriel Batista quer sequência positiva no Atlético-PB e sonha com o acesso

O Atlético de Cajazeiras começou a caminhada para sua primeira vitória nesta Série D com uma novidade na escalação.

É que goleiro o goleiro Ariel, que vinha sendo titular na temporada, rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho na partida diante do Floresta-CE. Precisando de cirurgia, ele vai ficar de molho entre seis e oito meses e, consequentemente, fora de todo restante da competição.

Com isso, Gabriel Batista, de 25 anos, que está no Trovão Azul desde o início da temporada, teve sua primeira oportunidade de começar entre os titulares. Mesmo sem ritmo de jogo, com pelo menos uma grande defesa na peleja, ele garantiu o triunfo por 1 a 0 contra o Guarany de Sobral, que fez a equipe sertaneja voltar a vencer em um Campeonato Brasileiro depois de 4785 dias, ou desde 29 de agosto de 2007, quando bateu o Nacional de Patos, pela Série C, por 3 a 0, também no estádio Perpetão.

– Temos que estar preparados para as oportunidades. Infelizmente aconteceu não de uma forma que eu queria, com a contusão do meu companheiro de trabalho, Ariel. Tenho que agradecer pelo trabalho feito pelo preparador de goleiros, o Willian Sampaio. Foi uma experiência única. Essa camisa tem história. O ano em que o Atlético jogou o último Brasileiro eu era um adolescente, em 2007. Se depender de mim, é o começo de uma história bonita escrita com essa camisa – disse.

Gabriel Batista está em sua terceira experiência no futebol nordestino. Na Paraíba, ele passou pelo Serrano em 2015 e esteve no estado de Sergipe em 2018. A maior parte de sua carreira, entretanto, foi entre o sudeste e sul do país, onde defendeu o Capivariano-SP, Cascavel-PR e Fluminense de Joinville-SC.

O Atlético de Cajazeiras só conta com o atual camisa 1 e um jovem que está subindo da base para compor o elenco na posição. Por isso, a diretoria deve ir ao mercado atrás de outro nome para o setor. Contra o Guarasol, por exemplo, não havia substituto para o goleiro no banco de reservas.

No próximo domingo (11), o Trovão Azul, às 16h, enfrenta o Campinense, pela quinta rodada do Grupo A3 da Série D. Para esse jogo, o arqueiro, agora titular, pretende buscar mais um resultado positivo em busca de um futuro glorioso na competição.

– Espero que possamos entrar no G4 da Série D, depois conquistar a classificação e, passo a passo, chegar na semifinal para conquistar o acesso, que seria histórico para o futebol do sertão – concluiu.


Equipe @Vozdatorcida

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close