Funcionário de empresa de energia é acusado de agredir agricultora



O Destacamento da Polícia Militar de Santa Cruz (Alto Sertão), quer identificar dois funcionários da Energisa, que teriam invadido a residência da Agricultora Jogiane Moreira Ramalho Duarte, casada, 29 anos, residente no Sítio Timbaúba, Zona Rural de Santa Cruz para cortar o fornecimento da sua energia por volta das 10h desta sexta-feira (05), usarando meios agressivos, detratando a mesma com palavras de baixo calão.
 
A agricultora Jogiane Moreira Ramalho, pegou sua Moto Biz, seguiu para a sede do Município de Santa Cruz com o objetivo de prestar queixa do ocorrendo. No percurso foi seguida pelos funcionários da Energisa que continuam com as agressões verbais, e ainda jogou o carro por cima da Moto, trancando a vítima, que perdeu o controle, saiu da estrada, caiu, provocando escoriações diversas pelo corpo.
O Destacamento da Polícia Militar de Santa Cruz, ao tomar conhecimento do fato, iniciou diligências no sentido de localizar os funcionários da Energisa, mas eles fugiram do local sem deixarem pista para a PM.
Ficha informativa do episódio foi confeccionada e entregue na Delegacia local para as providências.

 
Folhadosertao