• Dra Milena
Locais

Filarmônica 26 de julho, 91 anos de história e amor a Patos

Há quase um século, a Filarmônica 26 de Julho entoa a trilha sonora de momentos marcantes de Patos, estando presente nos mais diversos eventos, sejam eles sociais, políticos, artísticos, culturais ou religiosos.

ÓTICAS GUIMARÃES

Fundada em 1931, pelo professor Anésio Leão, a Filarmônica 26 de Julho recebeu este nome, através de uma homenagem póstuma ao ex-presidente João Pessoa. Ao completar hoje, 91 anos, o município de Patos tem grandes razões para se orgulhar de um dos seus maiores patrimônio histórico Cultural e Imaterial.

Há quase um século, a Filarmônica 26 de Julho entoa a trilha sonora de momentos marcantes de Patos, estando presente nos mais diversos eventos, sejam eles sociais, políticos, artísticos, culturais ou religiosos.

O Maestro e diretor da Filarmônica 26 de julho, Marklean Pereira, fala do momento festivo em relação aos 91 anos da banda.

“Tivemos o privilégio de receber uns artistas da cidade a exemplo de Isabela Fernandes, Miguelao do Forró, Zuza e Gil onde fizeram uma participação na Concha Acústica na noite desta segunda-feira. Essa é uma formação que a gente sempre idealiza e leva a comunidade, pois a Filarmônica embora esteja completando 91 anos, é preciso ter essa formatação de atualização, tanto de repertório como apresentar-se. Hoje pela manhã tradicionalmente como acontece todos os anos, no dia 26 de julho, realizarmos a alvorada na qual tocamos os tradicionais dobrados que a população Patoense já conhece, fizemos algumas visitas a músicos antigos e que já fizerem parte da Filarmônica”, disse Marklean.

Neste ano de 2022, a Filarmônica, vivência suas noventa décadas de fundação, através de uma programação preparada pela Prefeitura Municipal de Patos, por meio da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes.

Saiba mais acessando: http://patos.pb.gov.br/noticias/p2_articleid/13100

Coordecom


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo