Fazenda Tamanduá terá safra recorde de manga este ano



A Fazenda Tamanduá, localizada no município de Sta. Teresinha no Sertão da Paraíba continua sua colheita de mangas orgânicas e biodinâmicas nas variedades: Tommy e Keitt e já conta com a expectativa da maior produção do fruto desde a criação da fazenda.

A Tommy tem florada mais precoce, com colheita no início de outubro a final de dezembro. Em novembro, tem início a colheita da Keitt, indo até janeiro. Na primeira colheita, são tiradas 60% das frutas; depois ocorrem mais duas, menores. No total, são colhidas de 15 a 20 toneladas de frutas por hectare e a estimativa para safra deste ano é de 400 toneladas.

A colheita carece de cuidados, para não danificar as frutas, que poderiam ser rejeitadas pelo comprador. É preciso cortar com cuidado o pedúnculo e escorrer o látex, para que não danifique a casca. Além disso, as caixas não podem ficar muito cheias, para não amassar e machucar as frutas que ficam no fundo. Para isso, os colhedores são bem treinados.

Uma vez no packing house, as frutas são lavadas com água potável, secas, polidas, classificadas e embaladas. As caixas, com 4 a 4,3 kg de fruta, são acondicionadas em pallets e vão para a câmara fria, onde ficam a 10o C. De lá, seguem em carreta refrigerada aos portos de Natal/RN ou Pecem/CE, de onde partem de navio para a Europa.

As frutas que não passam no teste de qualidade visual para a exportação in natura para o continente europeu viram polpa, a ser comercializada, pasteurizada e congelada, no mercado norte-americano.
Neste período a fazenda gera emprego e renda para mais de 100 pessoas com todos os requisitos e direitos trabalhistas.

Por Marcelo Negreiros com assessoria da Fazenda Tamanduá




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.