• Dra Milena
Locais

Família faz apelo e denuncia que médico do Hospital de Patos realizou cirurgia de maneira errada em jovem acidentado

ÓTICAS GUIMARÃES

A redação do Patosonline.com foi procurada na noite desta terça-feira, dia 28 de junho, por familiares do jovem Ewerton Ferreira dos Santos, de 25 anos, que sofreu um acidente automobilístico na tarde da última quinta-feira (23) e está internado no Complexo Hospitalar Regional de Patos.

O acidente aconteceu entre às 17h30min e 18h00min da última quinta-feira, próximo ao Motel Miami, no momento em que o jovem retornava do trabalho. Ele acabou colidindo fortemente em um carro que entrou de maneira errada e não teve como desviar.

O jovem foi socorrido para o Complexo Hospitalar Regional de Patos com vários ferimentos no rosto e precisou passar por um procedimento cirúrgico na orelha, porém o médico acabou realizando o procedimento de maneira errada e agora Ewerton está enfrentando sérios problemas, sendo que parte da orelha possivelmente já esteja necrosada (morte celular ou de tecidos no organismo).

“Ele chegou na quinta-feira no Hospital, chegou com esses ferimentos, na quinta mesmo ele fez a cirurgia da orelha, por volta de 20h00min pra 21h00min, e quando foi na sexta de manhã a gente já recebeu a notícia que a cirurgia talvez não tivesse dado certo, que eles já tinham visto que tava com problema, e ele tá lá desde quinta-feira, todo dia é isso, passa, amanhã, amanhã, amanhã, e não resolve. E a gente tá vendo que o caso tá um pouco complicado, e o médico que operou ele até agora também não resolveu nada, se vai tirar essa parte que provavelmente tá necrosada, se vai tirar ou o que vai fazer, e a gente tá nessa agonia aqui”, relatou uma familiar do jovem.

A redação do Patosonline.com fez contato com a Assessoria de Comunicação do Complexo Hospitalar Regional de Patos, mas até o fechamento desta matéria não obteve respostas. O espaço permanece aberto para o posicionamento do Hospital.

Patosonline.com

Com informações do internauta


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo