Família diz que houve negligência em morte de criança no Hospital Infantil Noaldo Leite, em Patos



O pequeno Victor Gabriel Rodrigues da Nóbrega, 03 anos, faleceu na madrugada dessa segunda-feira, dia 02, por volta das 04h00, no Hospital Infantil Noaldo Leite, em Patos, após toda uma celeuma para que o garotinho fosse internado diante de complicações na saúde.

A família da criança acusa o hospital de negligência médica diante da demora para internação e os demais fatores ocorridos durante o tempo que o menino esteve aos cuidados do órgão. Victor Gabriel já era uma criança de fragilidade de saúde, pois havia passado por cirurgia complexa após campanha árdua feita pela família.

A senhora Alba Rosemere, tia de Victor Gabriel, relatou que o garotinho foi até João Pessoa na última terça-feira, dia 26 de agosto, onde realiza o tratamento medicamentoso em veia e fica internado. O garotinho permaneceu na capital paraibana até a sexta-feira, dia 30, quando retornou à noite para Patos.

A mãe da criança, Tarciana Rodrigues, disse que na mesma sexta-feira a criança estava inquieta, porém se achou tratar-se da viagem longa. Na manhã do sábado, dia 31, Victor Gabriel foi levado para o Hospital Infantil Noaldo Leite diante de apresentar febre e vômito. Tarciana comentou que a criança foi atendida, tomou soro e medicação e depois foi enviada para casa mesmo diante do apelo da internação, pois a criança era frágil diante do tratamento, mas teve alta médica logo em seguida.

Na noite do mesmo sábado, novamente a mãe foi com a criança até o Hospital Infantil Noaldo Leite. Houve atendimento, Victor Gabriel tomou soro, fez exames de sangue, foi detectada pequena infecção e mais uma vez a criança foi enviada para casa. Na residência da família, o pequeno voltou a ter vomito e febre.

No domingo, dia 01, após a mãe ser orientada pelo médico que acompanha a criança no tratamento em João Pessoa, Victor deu nova entrada no Hospital Infantil e foi finalmente internado. A mãe relatou que na madrugada a criança estava apresentando manchas no corpo e ela pediu para que chamassem o médico, mas houve demora excessiva no atendimento ao pedido. Quando o médico da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) chegou, fez aplicação no paciente, mas um tempo depois a mãe notou que a criança estava sem vida.

De acordo com a tia, a direção do Hospital Infantil queria que o corpo da criança fosse levado para exames pós morte, mas a família disse que já não adiantava mais nada, pois Victor já estava sem vida.

A reportagem fez contato com a direção do Hospital Infantil Noaldo Leite. A diretora Rhyana Karla foi informada do caso e disse que irá apurar todo o fato relatado pela família.

O diretor clínico do Hospital Infantil Noaldo Leite, Dr. Eulâmpio Dantas Segundo, fez contato com a redação e disse que será aberto um procedimento administrativo. Dr. EuLâmpio lamentou a morte da criança e disse que o melhor seria um exame pós morte, mas que entende a família neste momento de dor.


Jozivan Antero – Patosonline.com