Falta de leitos para tratamento do coronavírus em Patos fez com que idosa de Junco do Seridó fosse levada para o Hospital Regional de Piancó



De acordo com a nota emitida pelo Hospital Regional de Piancó, no Vale do Piancó, a idosa de Junco do Seridó foi transferida para a unidade devido a indisponibilidade de leitos para tratamento do coronavírus em Patos. A morte da mulher foi a segunda por coronavírus registrada oficialmente na Paraíba.

A nota do hospital informa que a idosa de 86 anos foi atendida no Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa. Ao retornar a Junco do Seridó, foi atendida em uma unidade básica de saúde do município, sendo regulada para Santa Luzia. Com a evolução do quadro de saúde, a idosa foi transferida para Patos e regulada para o Hospital Regional de Piancó.

Veja a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Com a intenção de informar a POPULAÇÃO piancoense sobre uma paciente que esteve na UTI do Hospital Regional Wenceslau Lopes em Piancó, a direção geral emite os devidos esclarecimentos: a paciente em questão foi inicialmente atendida no Hospital Nossa Senhora das Neves, hospital privado em João Pessoa. De volta à sua cidade, foi atendida em UBS no município de Junco do Seridó, sendo regulada para Santa Luzia. O quadro evoluiu e ela foi transferida para Patos. Em virtude da não disponibilidade de leitos para tratamento em COVID-19, ela foi regulada para Piancó, através da Central ESTADUAL de Regulação COVID-19. exclusiva para os casos de Covid-19, para unificar o acesso do usuário aos serviços de referência e, a partir da necessidade do paciente, encaminhá-lo para o hospital adequado. Isto posto, informamos que o HRWL é referência macro para os casos de COVID-19. A paciente se encontrava hemodinamicamente estável, em condições de transferência para o Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa, mas infelizmente veio a falecer durante o trajeto. Ela contava com 86 anos, era portadora de diabetes, meningioma e glaucoma, fazendo parte assim do grupo de risco para COVID-19. Adiantamos também que o HRWL conta com um consultório médico exclusivo para sintomas gripais e suspeitas de COVID-19, uma área vermelha e uma sala de intubação específicas para casos suspeitos e positivados. As equipes todas capacitadas e contam com EPI’s para a segurança dos pacientes e dos profissionais, segundo os protocolos do Min. da Saúde. Sem prejuízo para o atendimento e internamento das outras patologias, enfatizamos que temos leitos vagos para o atendimento de URGÊNCIA E EMERGÊNCIA. Estamos diante de uma pandemia global, e nunca poderíamos negar atendimento a quem quer que seja. O SUS é universal, e todo e qualquer profissional de saúde deveria sabe disso. É lamentável que haja intenções escusas por trás de comentários maldosos em redes sociais antes que o HRWL se pronuncie sobre o que ocorreu. Estamos diante de uma pandemia global, e o momento pede a união de todos, não a divisão nem o desserviço de publicar FAKE NEWS sabendo pânico que isso pode causar.

Hospital Regional Wenceslau Lopes

Patos Metropolitano