Falso curandeiro é preso no Sertão



Ricardo de Oliveira, conhecido como Professor Saturno, foi preso em Conceição, Sertão paraibano, por lesar centenas de pessoas daquele município e também do estado de Pernambuco se passando por curandeiro. A prisão aconteceu na manhã desta sexta-feira (7) através da Operação João Grilo, realizada entre o Grupo de Ação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, e a Secretaria de Segurança Pública da Paraíba.

De acordo com promotores de Justiça, Professor Saturno prometia todo tipo de cura, como doenças, problemas amorosos, financeiros, espirituais, entre outros. Ele exigia dos fiéis cerca de R$ 3 mil que deveriam ser pagos antes do tratamento. Nesse meio-tempo, o charlatão receitava as vítimas com um óleo, vendido por R$ 300, e uma vela ao preço de R$ 700.

A metodologia usada na maioria das vezes era induzir o paciente a crer que foi vítima de um trabalho espiritual (macumba), prometendo ao cliente a cura do mal e a mostrar o rosto da pessoa que encomendou a bruxaria.

Através de um site pessoal (www.acurapelafe.com.br), um programa na Rádio Educadora de Conceição e mais de 15 programas em rádios pernambucanas, além de participação em programas de TV e da famosa propaganda boca-a-boca, o falso curandeiro ludibriava pessoas humildes levando-as a freqüentar seus "consultórios" localizados em Conceição e ainda em 14 cidades de Pernambuco.

Segundo o Ministério Público, o falso curandeiro se dizia médico, porém não tem formação na área de Medicina. No momento da prisão, 40 pessoas se encontravam no consultório aguardando para serem atendidas. Além de Ricardo, foram presas mais quatro pessoas que trabalhavam com ele. Todos estão na Delegacia de Conceição.

Com o acusado foram apreendidos R$ 40 mil em espécie, uma Pajero, uma filmadora e vários objetos usados no trabalho de cura.

Kelyanne Carvalho