Fala do prefeito interino de que “as crianças destruíram a casa” revolta mães de usuários do CAPS infantil, em Patos



Durante entrevista ao Programa Polêmica, na tarde-noite desta quarta-feira, dia 25, o prefeito interino de Patos, Dr. Ivanes Lacerda, falou sobre diversos assuntos ligado a administração pública, os efeitos da pandemia do novo coronavírus, medidas adotadas e respondeu aos ouvintes em vários questionamentos.

Perguntado sobre o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), o prefeito interino disse que houve encaminhamento para o aluguel de residência para funcionamento do órgão para os adultos com imóvel no Bairro Brasília, porém, para o CAPS Infantil, o gestor relatou que vem enfrentando dificuldades para encontrar, pois os empresários não querem alugar diante da destruição do local onde funcionou o atendimento.

De acordo com Ivanes, “…as crianças destruíram a casa! Destruíram! Só não fizeram demolir! Quebraram os azulejos da piscina, quebraram tudo! Destruíram a casa…a prefeitura vai gastar uns Sessenta Mil Reais para recompor a casa para entregar ao dono. Muitos empresários às vezes não querem alugar para a prefeitura, mas o do CAPS Adulto já foi resolvido hoje. O do Infantil nós estamos com duas casas para avaliar”, disse o prefeito interino.

Logo após o final do programa, algumas mães fizeram contato desaprovando e repudiando as declarações do prefeito interino. Jossely Oliveira, presidente da Associação dos Pais e Amigos dos Autistas (ASPAA), que representa parte dos usuários atendidos no CAPS Infantil, fez uma nota de repúdio e pediu retratação por parte de Ivanes Lacerda. Na nota, a ASPPA prova que a piscina é de fibra e, portanto, não teria como destruir azulejos, pois não tem. No primeiro ponto, mostra-se que o prefeito foi preconceituoso e reforçou uma mentira, pois crianças não destroem imóveis e que a casa fazia vários anos que não passava por manutenção e que as chuvas, as infiltrações e outras deteriorações que causaram danos provocados pelo tempo.

“Ele atribuiu uma imagem de vandalismo a crianças com transtornos ou deficiências mentais. Isso, além de irresponsável, é psicofobia…precisamos que o prefeito interino Ivanes Lacerda foque suas palavras e ações na execução dos serviços que são direitos dessas crianças…”, fortalece outro trecho a nota.


Jozivan Antero – Patosonline.com

error0
Tweet 20
fb-share-icon20
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com