Estudantes da UFPB vencem competição nacional de direito eleitoral

Estudantes da UFPB vencem competição nacional de direito eleitoral — Foto: UFPB/Divulgação



Iniciativa avalia o conhecimento jurídico e a capacidade retórica dos participantes em um julgamento simulado.

Dois estudantes da Universidade Federal da Paraíba venceram uma competição nacional na área do direito eleitoral, cuja final aconteceu na última sexta-feira (21). Juliana Neiva e Lucas Gondim foram premiados na I Electoral Moot Court Competition, organizada pela Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Público (Abradep) e outras instituições da área.

A iniciativa avalia o conhecimento jurídico e a capacidade retórica dos participantes em um julgamento simulado.

“Eram mais de 60 equipes, de 19 estados. Obtivemos não só a vitória, como também ganhamos a premiação de melhor memorial, que é a parte de argumentação escrita. Foi uma experiência incrível e que nos enriqueceu muito enquanto estudantes e futuros juristas”, destacou Juliana.

O professor do curso de direito da UFPB, Marcelo Weick Pogliese, estava na organização do evento. Ele contou que foram três meses de competição, com mais de 60 disputas entre as equipes e aproximadamente três mil minutos de julgamentos.

Mais de 80 avaliadores participaram do evento. Entre eles estavam desembargadores federais e estaduais, juízes federais, de direito e dos Tribunais Regionais Eleitorais. Além de procuradores da república, promotores de justiça, advogados eleitorais e servidores do judiciário eleitoral.

Na final, a competição contou com dois ministros do Tribunal Superior Eleitoral como avaliadores. Na ocasião, a equipe com os estudantes da UFPB foi escolhida a melhor.

“Além da visibilidade e repercussão nacional, a equipe da Paraíba levou um prêmio de R$ 5 mil. Também ganhou R$ 1,5 mil pelo melhor memorial escrito”, destacou o professor Marcelo.

G1/PB




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.