• Dra Milena
ColunistasRodrigo César Limeira

“Estação chuvosa muito irregular e com pouca recarga na maioria dos grandes açudes do Semiárido da PB”, confirma previsão do físico e meteorologista Rodrigo Cézar

ÓTICAS GUIMARÃES

No período chuvoso de 2022, houve uma grande má distribuição espacial e temporal das chuvas no Semiárido da Paraíba, e ela é notória nos grandes reservatórios. “Até agora só o Complexo Coremas-Mãe d’Água teve uma recarga razoável, da ordem de 18%. todos os outros grandes açudes, a exemplo de Capoeira, Cachoeira dos Cegos, Engenheiro Arcoverde (Condado), Capivara (Uiraúna), todos tiveram pouca recarga”, disse Rodrigo Cézar, confirmando sua previsão de pouca recarga esse ano na maioria dos grandes açudes do Semiárido da PB.

De acordo com o estudioso, os pequenos barreiros, em alguns locais encheriam, em outros não, algo que vem também confirmando suas previsões.

Para o mês de maio, a expectativa também é de chuvas mal distribuídas nos municípios do Semiárido paraibano com totais pluviométricos variando entre a média e valores abaixo da média na maioria das localidades, embora o ano em vários locais tenha sido favorável para a agricultura e pastagem para os animais, segundo Rodrigo.

Fonte: Portal Ciência em Foco


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo