• Dra Milena
Politica

Em vídeo, representantes dos caminhoneiros anuncia nesta quarta-feira (08) início de greve pelo país. Veja

ÓTICAS GUIMARÃES

Um dia após a manifestação na Esplanada dos Ministérios, o grupo de apoiadores do presidente da República, Jair Bolsonaro, continua protestando em Brasília. Cerca de mil pessoas se aglomeram nas proximidades do Congresso Nacional. Os manifestantes ameaçaram invadir a pista que dá acesso ao Supremo Tribunal Federal (STF) e bloquearam a entrada da Esplanada.

Em cima de um trio elétrico, um representante dos apoiadores afirmou ter em mãos uma carta para entregar ao presidente Bolsonaro que pede destituição de todos ministros do STF; além da provação da PEC 103, que trata do voto impresso e auditoria das eleições. Os manifestantes também pediram o recolhimento dos passaportes dos ministros do STF e prisão cautelar deles.

Cerca de 50 caminhões estão parados na Esplanada. Dezenas de apoiadores estão acampados desde segunda-feira. Eles afirmaram que aguardam uma reunião com Bolsonaro e com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Em cima do trio elétrico, os manifestantes ligaram para o caminhoneiro Zé Trovão que, por meio de ligação, disse que “a guerra é muito maior do que se pode imaginar” e que “comunista não vai viver no país”.

Polícia Militar do DF negocia, na tarde desta quarta-feira (8/9), a retirada de manifestantes pró-Bolsonaro da Esplanada dos Ministérios.

COMPLEMENTO

No fim da tarde, um representante dos caminhoneiros, alegando que sequer foram recebidos pelos deputados e senadores, provocou a deflagração de um grave nacional da categoria em apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

Veja o vídeo:

Correio Braziliense com complemento do Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo