Gerais

Em um mês, Vale do Piancó já contabilizou seis grandes incêndios florestais

No segundo semestre de 2020, o Corpo de Bombeiros de Itaporanga (PB) já registrou diversos focos de incêndio em toda região do Vale do Piancó, no Sertão paraibano. Somente entre os dias 7 de setembro e 9 de outubro, ao menos seis foram contabilizados em áreas de vegetação.

Na manhã dessa sexta-feira (9), moradores informaram que uma mata estava pegando fogo nas proximidades da Rodovia BR-361, entre Piancó e Itaporanga. Motoristas que passavam pelo local ficaram assustados, com medo das chamas avançarem.

Em Itaporanga, um incêndio de grandes proporções começou na última terça-feira (7) no sítio Castanheiro, atingiu e devastou uma grande área rural do município. O fogo não pôde ser contido a tempo e se alastrou para outras localidades. Os bombeiros foram para o local, mas havia áreas de difícil acesso e não conseguiram conter os focos.

Proprietários de terra relataram que tiveram grandes prejuízos, principalmente com cercas e pastos.

Outro local afetado pelo fogo foi a zona rural de Igaracy. Chamas ficaram por mais de 24 horas queimando áreas florestais da cidade no último domingo (4). Residentes relataram que animais foram mortos pelo fogo, que se expandiu para próximo das casas.

Uma guarnição dos bombeiros chegou a ser acionada, foi para o local do foco, e só pôde conter as chamas que ficavam mais perto das residências. Em contato com o Diamante Online, os agentes afirmaram que a prioridade era impedir o fogo de atingir a zona urbana.

Várias outras cidades da região também foram atingidas por incêndios.

Causas

Nesse período do ano, as localidades sertanejas ficam mais propensas a riscos de propagação do fogo, uma vez que as chuvas cessaram, e os matos ficaram  secos com à estiagem. Geralmente, o início acontece por imprudência de moradores: cigarros, fósforos e outros causadores podem provocar os incêndios. Os bombeiros alertam para o riscos.

Fonte Diamante Online
Botão Voltar ao topo