Policial

Em Sousa: Após assassinar vigilante a tiros menor troca tiros com a PM, mas é capturado

Um crime de morte aconteceu por 04h00minh na manhã deste sábado (06) no Posto de Combustíveis Tik e Tek, Centro de Sousa.  

Foi morto com vários tiros na cabeça e nas costas, o vigilante do posto, Francisco das Chagas Mathias, casado, 31 anos, que residia no Jardim Iracema.

Segundo informações da Polícia Militar, o homicídio aconteceu, quando um menor de 17 anos, chegou numa Moto Biz, placa MMW 9998, acompanhado de seu compassa, Reginaldo Fernando da Silva, 23 anos, e pediu uma garrafa de água mineral ao vigilante Mathias.

Quando a vítima saiu pegar a água, recebeu um disparo de revólver nas costas. Mathias saiu correndo, e o acusado perseguindo, efetuando disparos.  

A cena foi toda registrada pelas Câmaras de segurança do Posto. O vigilante caído ao solo, e mesmo assim o assassino continuou atirando.

O SAMU acionado socorreu a vítima para o Hospital Regional de Sousa, porém não resistiu e veio a óbito.

A Polícia Militar chegou ao local rapidamente, e prendeu o compassa do acusado, por nome, Reginaldo Fernando da Silva, que contou a PM que sabia aonde o menor se encontrava, já que ele tinha foragido rapidamente.

A casa do acusado foi cercada na Rua do Arame, Conjunto Frei Damião por volta das 04h30minh. O acusado recebeu a PM a bala. Houve troca de tiros, e o Menor saiu correndo pulando os muros das residências vizinhas, porém ferido com vários disparos na perna e tórax, foi pego debaixo da pia da residência da sua Tia e levado para o Hospital Regional para os atendimentos médicos.

Informações, que o Menor é acusado de três crimes de morte na Cidade de Sousa, ocorridos nos últimos 15 dias.

O acusado é apontado por assassinar o ex-presidiário por nome Francisco Diassis Ferreira “Assis”, acusado de alguns anos, ter matado a golpes de faca-peixeira a sua Mãe, por nome “Boneca”, e também o Borracheiro Fabiano Rodrigues de Sousa com vários tiros na cabeça, segunda-feira passada. Depois veio desencadeando uma série de crimes e assassinatos, que são hoje atribuídos ao Menor de 17 anos.

O vigilante Morto no Posto Tik e Tek era sobrinho do ex-presidiário, “Assis”, morto pelo Menor, dias atrás no Conjunto Frei Damião.

O Delegado, Dr. Alinson Farias é o responsável pelo Inquérito Policial, e já na manhã deste sábado, começou ouvir as testemunhas do caso da morte do vigilante do Posto Tik e Tek.

O primeiro a ser ouvido, foi o compassa do crime, por nome, Reginaldo Fernando da Silva, residente da Rua do Arame, Frei Damião, acusado de apontar o vigilante para o Menor praticar o Homicídio.

Também o Bombeiro do Posto, e outras duas testemunhas que devem ser ouvidas nas próximas horas.

Conforme os primeiros levantamentos realizados pelo Delegado, Dr. Alison de Farias, o crime pode está relacionado à vingança.

Folha do Sertão

Correção equipe patosonline.com

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close