Em Patos, Unidade Popular avalia cenário nacional e local da política em busca de organização das lutas sociais



Na tarde deste sábado, dia 07, trabalhadores, estudantes, funcionários públicos e lutadores sociais que compõem a Unidade Popular (UP), bem como alguns simpatizantes, estiveram reunidos e analisaram o atual cenário nacional da política, constatando a tragédia governamental que vem sendo promovida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O encontro aprofundou uma discussão que já vem sendo debatida no dia a dia da vida social: aumentos exorbitantes dos preços, impactando fortemente o orçamento familiar; fragilização da assistência social; implementação de regras previdenciárias que pioram a vida do povo brasileiro; censura na cultura; medidas diversas, que promovem a destruição de uma rede de proteção social construída com muito sacrifício pelo povo brasileiro. Além do mais, o presidente e seus assessores agem com submissão aos magnatas e poderosos do país e, principalmente, estrangeiros.

Foi consenso a avaliação de que o Governo Federal é de viés fascista e que está tornando a vida do povo trabalhador ainda pior. O conjunto da UP confirmou que se faz necessária uma discussão com o povo nos bairros e onde possa existir possiblidade de diálogo sincero e que aprofunde a análise do cenário nacional.

Sobre o momento político na cidade de Patos, os presentes lamentaram que a maioria dos vereadores da Câmara Municipal não tenham compromisso com a política verdadeira, com a moralidade e com os interesses coletivos para melhorar a vida do povo patoense. O relatório da auditoria do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE/PB), mostrou em números e ações que os prefeitos da cidade de Patos, nos últimos anos, não tiveram compromisso algum com a administração pública de retidão, mas sim com interesses de um grupo que se locupleta do poder público.

Diante do rico debate de ideias dos presentes no encontro da UP ficou definido que a atividade deve acontecer a cada 15 dias e que em 2020, os militantes devem levar a discussão e a proposta de organização para todos e em todos os locais.


Jozivan Antero – Patosonline.com