Locais

Em Patos, perfis falsos estão sendo usados para extorquir homens com fotos íntimas no WhatsApp

As redes sociais se tornaram um campo muito fértil para golpes dos mais diversos e criativos. Grupos criminosos estão cada vez mais ousados e criando novos métodos para extorquir pessoas que caem nas armações.

Na manhã desta terça-feira, dia 05, a reportagem fez contato com um funcionário de empresa privada que foi extorquido e por pouco não perdeu cerca de R$ 6.000,00 para os estelionatários que usam perfis falsos na internet.

Geralmente os perfis são de mulheres e as vítimas são homens. De início, o contato é feito pelo Facebook com pedido de amizade ou mesmo troca de mensagens. “Oi, gato! Adorei você…sou uma pessoa que adora fazer amizades e gosto de ousadia…me passa seu WhatsApp para a gente falar melhor…”, relata a mulher, geralmente jovem.

Ao conseguir o WhatsApp da vítima se tem início as conversas que logo partem para o envio de fotos íntimas cada vez mais ousadas. Quando os golpistas percebem que envolveram a vítima é posto em prática a outra parte do golpe: a garota diz que é menor de idade, mas que isso é bobagem, pois todos fazem isso. Ela pede também uma foto íntima em forma de retribuição e neste momento, quando a vítima envia, entre mais uma etapa do plano.

Alguns dias depois, a vítima recebe a ligação de um pseudo-advogado que diz que foi procurado pelos pais da adolescente atormentada e abusada pelo homem. O pseudo-advogado relata que a família está entrando com uma ação e que o caso já está em outras instancias de proteção à criança e ao adolescente, mas que pode ser feito um acordo para evitar que o fato se torne público.

O “advogado”, de posse de várias informações, muitas delas das próprias redes sociais, começa uma chantagem que a vítima acaba cedendo com medo do escândalo. O fato está servindo de alerta em Patos e região.


Jozivan Antero – Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close