Em Patos, diretor do Restaurante Popular esclarece sobre número de refeições no órgão após reclamação de usuário



Iremar Filho, diretor do Restaurante Popular, localizado no Bairro Jatobá, em Patos, fez esclarecimentos na manhã desta sexta-feira, dia 29, após reclamações de um usuário sobre o número de marmitas disponibilizadas para cada pessoa durante o período da pandemia do novo coronavírus, COVID – 19, que modificou o atendimento no órgão.

Um cidadão reclamou que a direção do Restaurante Popular estará disponibilizando a partir de fevereiro 3 “quentinhas” por pessoal. Anteriormente, cada usuário poderia comprar até 20, no entanto, existiram várias denúncias que estavam comercializando a comida e que se fugia da prioridade do programa para disponibilizar almoço as pessoas carentes. Diante disso, a direção do Restaurante Popular diminuiu a oferta por pessoa que vai pegar a refeição e agora cada um pode comprar 5.

O cidadão havia recebido informações que a direção iria permitir apenas 3 quentinhas, mas Iremar Filho disse que a informação não procede e que cada pessoa vai poder pegar 5 a partir de fevereiro. O denunciante teme que mais pessoas vão para a fila e crie aglomeração diante da COVID 19. O diretor disse que segue orientação da Secretaria de Desenvolvimento Humano do Estado da Paraíba para a decisão de fornecimento de 5 refeições por pessoa.     

Atualmente, o Restaurante Popular oferece 1.500 refeições ao preço de R$ 1,00 por prato. O Programa está dentro do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e é direcionado para pessoas de baixa renda e em situação de insegurança alimentar, porém, qualquer cidadão tem usado o serviço, pois não existe discriminação dos usuários e a refeição é subsidiada pelo Governo do Estado da Paraíba desde a sua criação.


Jozivan Antero – Patosonline.com