Em Patos: Após assaltos, bandidos comemoravam com orgias sexuais em motel – Veja fotos



Em entrevista coletiva concedida na manhã desta segunda-feira, dia 04, o comando da Polícia Militar esclareceu detalhes sobre a Operação Cidade Segura que culminou com apreensões de armas, drogas e também com prisões e mortes de assaltantes que aterrorizavam a cidade de Patos. A coletiva aconteceu na sede do 3º Batalhão de Polícia Militar.

O comandante revelou que os presos e mortos na Operação eram os responsáveis por assassinatos e por assaltos em mercadinhos, estabelecimentos comerciais, além dos episódios violentos nos vários assaltos a motos com espancamento de condutores da cidade de Patos. Após os crimes, os assaltantes comemoravam em orgias sexuais com garotas em motéis, exibindo armas e drogas que foram registrados em câmeras dos celulares dos próprios envolvidos nos crimes.

Em um dos assaltos praticados pelo bando, que ocorreu no Bairro da Vitória, em Patos, o Cabo"Cabo Manoel Plácido (foto 02), que estava à paisana, ao presenciar a ação criminosa reagiu atirando nos bandidos ferindo um deles. Na ação, o Cabo Plácido também foi ferido no braço esquerdo. Com a chegada do reforço policial, os bandidos trocaram tiros com a polícia, mas levaram a pior, pois os mesmos foram presos.

Na Operação Cidade Segura morreram dois dos assaltantes durante troca de tiros com a PM: Paulo Tadeu Leite de Oliveira, 24 anos, e Welisson Kildare de Oliveira, menor de idade. Foram apreendidas armas, munições e drogas, entre as quais cocaína, maconha e crack.

Durante a entrevista, o comandante do 3º BPM, Tenente Coronel Cunha Rolim, que abriu a coletiva, esteve acompanhado do comandante do CPRII, Coronel Almeida e também pelos oficiais, Tenente Fernando e Tenente Cascudo. “A participação da população foi imprescindível para o sucesso da Operação. O cidadão deve contribuir para a segurança pública e com isso combater o crime”, disse Cascudo.

Escute as entrevistas com os militares


 

Jozivan Antero – Patosonline.com