• Dra Milena
Locais

Em Patos: Agosto lilás; empreendedorismo feminino ajuda a combater a violência contra a mulher

ÓTICAS GUIMARÃES

O mês de agosto é lilás pelo fim da violência contra a mulher e em comemoração aos 16 anos da Lei Maria da Penha. Neste ano de 2022, a campanha tem como tema, “Um instrumento de luta por uma vida livre de violência”. Na cidade de Patos, mulheres empreendedoras e consultoras defendem a independência financeira como um caminho para que a mulher possa deixar um relacionamento abusivo.
Para Anna Stefania Rodrigues, Gerente da Agência Regional do Sebrae Patos, as mulheres da Paraíba e do Brasil, mostram uma grande capacidade de empreender, inovar e seguir adiante.

“Por acreditar nessa força das mulheres nos negócios, que nós do Sebrae estamos incentivando o empreendedorismo feminino, orientando e buscando a cada dia impulsionar ainda mais as empreendedoras”, afirmou.

Anna citou, por exemplo, o programa “Acorda Mulher” que busca incentivar o empreendedorismo dentro do presídio feminino na cidade de Patos, capacitando as reeducandas daquela unidade para alcançarem sua dignidade e independência financeira no retorno do convívio à sociedade.

“Todos nós sabemos das dificuldades encontradas no processo de reinserção dessas mulheres na sociedade. Nós queremos contribuir e prepará-las para que elas possam se sentirem fortalecidas e motivadas para buscarem uma dignidade nesse retorno. Que elas possam, também, ter seu próprio negócio para contribuir na mantença de suas famílias e serem independentes”, disse a gerente.

De acordo com a Jornalista e consultora, Dilany Silva, o empreendedorismo feminino é uma porta aberta para todas as mulheres que vivenciam relações abusivas, situações de exploração e também de violência.

“Eu enxergo hoje, enquanto consultora e jornalista, que, as muitas vezes que encontro e tenho oportunidade de falar para essas mulheres o quanto o empreendedorismo é sim essa veia norteadora, eu percebo nelas esse olhar de esperança, porque muitas delas depois que começam uma atividade, seja ela qual for, desde vender picolé em casa, vender lingerie, abrir sua própria loja ou ter seu espaço no mercado de trabalho e com isso ter uma renda própria, elas conseguem sua independência financeira e depois disso elas se libertam de diversas coisas, inclusive da violência”, pontuou Dilany.

A programação da campanha Agosto Lilás, na cidade de Patos, conta com oficinas para gestantes no CRAM, curso de empreendedorismo, além de trabalhos de conscientização e orientação à respeito da violência doméstica e Lei Maria da Penha nas escolas do município.

Wânia Nóbrega / Rádio Espinharas


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo