Gerais

Em João Pessoa, Marcelo Queiroga diz que pretende dispensar uso obrigatório de máscara até o Natal

Essa medida, segundo o ministro paraibano, será possível graças ao avanço da imunização da população brasileira.

ÓTICAS GUIMARÃES

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que pretende dispensar o uso obrigatório de máscara até o Natal. A declaração foi dada à imprensa nesta quarta-feira (10) durante cumprimento de agenda em João Pessoa. Essa medida, segundo o ministro paraibano, será possível graças ao avanço da imunização da população brasileira.

“A população brasileira tem buscado a vacinação. Estamos indo muito bem. Vamos trabalhar firmemente para termos um Natal sem máscara. Depois vamos desmascarar os mascarados que sempre prejudicaram o Brasil no rumo que esse país tem pra ser uma grande nação”, disse.

No mesmo evento, o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, revelou que – se depender dele – o uso de máscaras continuará sendo obrigatório no estado.

Agenda na Paraíba

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, cumpre agenda em João Pessoa, nesta quarta-feira (10). O primeiro compromisso aconteceu no Centro de Convenções Poeta Ronaldo Cunha Lima, na PB-008, onde foi ministrada a oficina do Ministério da Saúde sobre o programa Previne Brasil. A solenidade teve a presença da equipe do Governo Federal e dos representantes da Saúde na Paraíba.

O programa Previne Brasil é um novo modelo de financiamento que altera algumas formas de repasse das transferências para os municípios, que passam a ser distribuídas com base em três critérios: capitação ponderada, pagamento por desempenho e incentivo para ações estratégicas.

À tarde, a partir das 15h, a agenda do ministro segue com a visita e desenlace da fita inaugural da Unidade de Saúde da Família (USF) Alto do Céu Integrada, em Mandacaru. Na ocasião, será realizado o lançamento da campanha da Atenção Primária à Saúde.

Também participam do evento o secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Câmara; o secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros; o superintendente estadual do Ministério da Saúde na Paraíba, Tiago de Oliveira Felix; dentre outras autoridades.

Fonte: Portal T5

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo