Eleições 2020: Zé Gonçalves afirma que Patos tem tendência de polarização e que alguns pré-candidatos a prefeito desistirão da disputa. Ouça;



O pré-candidato a vereador pelo Partido dos Trabalhadores-PT, José Gonçalves, disse nesta segunda-feira, 27, durante entrevista concedida ao jornalista Misael Nóbrega, que muitos dos atuais pré-candidatos a prefeito não registrarão candidatura no pleito de 2020.

Sem citar nomes, Zé Gonçalves entende que apenas quatro nomes deverão disputar o cargo de prefeito esse ano, uma vez que seria inviável para os partidos a manutenção de um grande número de candidaturas por conta da tendência de polarização entre duas candidaturas, apesar de diversas tentativas quanto ao surgimento de uma terceira via na política patoense.

“Na verdade, muitos que estão se apresentando aí como pré-candidatos, estão buscando ocupar uma vice. O primeiro retrato é que o pré-candidato a prefeito que não construiu chapa própria de vereadores, já tá declarando que na verdade quer uma vice. E pra conseguir uma vice, tem que se lançar candidato a prefeito”, avaliou Zé Gonçalves.   

O sindicalista, que pela terceira vez tentará uma cadeira na Câmara Municipal, classificou como uma leitura equivocada a ideia da “morte política do grupo do ex-prefeito Dinaldo Wanderley”, que segundo ele ainda detém um grande número de apoiadores na cidade.

“Eu acho que Dinaldo, apesar de toda essa situação que o filho deixou a prefeitura, que foi eleito como a esperança, mas ficou nessa situação, ainda detém um grande número de eleitores em Patos e isso pode fazer a diferença nas eleições”, opinou Zé Gonçalves.

O pré-candidato defendeu o nome de Lenildo Morais para prefeito de Patos e disse que a ideia da esquerda deve ser no sentido de aglutinar os partidos da frente progressista, para consolidar o projeto em Patos.

Zé Gonçalves

Por Genival Junior – Patosonline.com

Áudio de Misael Nóbrega




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.