Durante entrevista coletiva, vereadores apontam provável desvio de recursos no Matadouro Municipal de Patos



Na manhã desta quinta-feira, dia 23, às 10h00, os vereadores Ederlan Góia e Ramon Pantera convidaram a imprensa para que fosse concedida entrevista coletiva na Câmara Municipal de Patos.

A coletiva teve o intuito de expor os detalhes da fiscalização feita por eles que acarretou em graves denúncias sobre provável desvio de recursos no Matadouro Municipal de Patos. Os vereadores exibiram vídeos que mostram dinheiro, boletos bancários, além de anotações e quantidade divergente na quantidade de animais abatidos no local e os números repassados para a Prefeitura Municipal de Patos.

Ramon Pantera citou a Lei Municipal 5.109/2019 que assegura o pagamento das taxas cobradas no Matadouro Municipal de Patos através de boletos bancários, porém, o dinheiro estava sendo recolhido em mãos e ignorando os boletos. De acordo com o vereador Ramon Pantera, se verificou a existência de provável esquema de “caixa dois”, pois o dinheiro era recolhido, mas os boletos não eram pagos.

O vereador Ramon disse que o fato do possível desvio pode estar acontecendo há vários meses. Ele relatou que foi em busca de averiguar toda denúncia e se confirmou que a Lei Municipal 5.109/2019 vinha sendo cumprida de forma parcial, pois alguns pagavam boletos e outros pagavam em mãos, ato proibido.

Desde a denúncia apresentada na sessão remota da Câmara Municipal de Patos na noite da última terça-feira, dia 21, o prefeito interino Ivanes Lacerda (Republicanos) comentou que seria aberta uma sindicância para apurar as denúncias, no entanto, o interino tentou desqualificar a denúncia apontando que teria interesse político.

O caso ganhou muita repercussão e os vereadores prometem levar o caso ao Ministério Público Estadual (MPE).


Jozivan Antero – Patosonline.com





Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.