Dois jovens são presos por tentar fraudar concurso da PM em Patos



Seguindo orientações do Comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar, policiais militares do serviço de inteligência intensificaram ações no sentido de coibir possíveis fraudes no concurso público para soldado da Polícia Militar e bombeiro militar da Paraíba.

Por volta das 11h30m de hoje (domingo), o jovem Jéferson Rafael Pereira, de 19 anos de idade, balconista, natural da cidade de Carnaíba – PE, foi preso por policiais militares da P/2, que notaram a atitude suspeita do referido candidato, quando este se deslocava dentro da Escola Monsenhor Manoel Vieira, em Patos, com destino ao banheiro, mesmo tendo passado por detectores de metal.

Os policiais seguiram o mesmo, e ao adentrarem ao banheiro, perceberam que Jéferson Rafael jogou para a parte externa do recinto um aparelho celular contrariando a norma do concurso público que proíbe a presença deste aparelho no interior das escolas onde se realizavam as provas.

O referido aparelho recebia toques intercalados, como uma espécie de códigos. Jéferson Rafael foi desligado de imediato do concurso e conduzido até a Delegacia de Polícia onde foi devidamente autuado por tentativa de estelionato, agravado por se tratar de ser contra a Administração Pública.

O curioso é que mesmo na delegacia, o telefone de Jéferson continuava a vibrar, ficando claro para todos os policiais e para o delegado, que o mesmo recebia toques que se traduziam em respostas para as questões da prova.

Já na escola Rio Branco, foi preso Damião Eder Pereira de Souza, 21 anos, feirante, também natural de Carnaíba – PE, que na saída da referida escola, em atitude suspeita, tentou esconder um Palm Top e Celular que portava no braço, apto a receber e enviar mensagens, tendo inclusive algumas mensagens recebidas.

O acusado foi conduzido para a Delegacia de Polícia e também foi autuado por Tentativa de Estelionato, agravado por se tratar de ser contra a Administração Pública.

Os aparelhos apreendidos serão periciados para identificação de outros possíveis envolvidos na tentativa de fraude.

Com informações do 3º BPM

Foto/Internet