Diretora do Complexo Hospitalar de Patos comenta ação do Sindicato dos Médicos e atraso no pagamento dos servidores da saúde. Ouça:



Segundo Liliane Senna, a Procuradoria Geral do Estado-PGE, está buscando efetuar o pagamento dos prestadores dos servidores da saúde numa conta em juízo, referente aos meses de julho e agosto, voltou a falar no assunto.

Na ação, a justiça determinou o bloqueio de até R$ 7.517.201,08, (Sete milhões, quinhentos e dezessete mil, duzentos e um reais e oito centavos), para garantir o pagamento dos salários atrasados dos médicos do Hospital Regional de Patos, além da Maternidade Dr. Peregrino Filho, num prazo de 72 horas.

Em contato com o Jornalista Misael Nóbrega, da Rádio Espinharas 97,9 FM, a diretora afirmou que o atraso no pagamento dos servidores ainda é de responsabilidade da empresa Gerir, e será mais uma vez discutido na justiça na próxima segunda-feira, (09). Ouça as palavras de Liliane Senna, diretora do Complexo Hospitalar Janduy Carneiro:

Lilliana Senna, diretora do Complexo Hospitalar Janduy Carneiro. Áudio de Misael Nóbrega

Patosonline.com