Diretora da UPA diz que funcionários vêm sofrendo constantes ameaças de usuários por causa da cobrança do cartão do SUS na hora do atendimento. Ouça;



A diretora da Unidade de Pronto Atendimento Otávio Pires de Lacerda-UPA, Tássia Rangel afirmou nesta segunda-feira, 30, no Jornal Notícias da Manhã, da Rádio Espinharas 97,9 FM, que a exigência de apresentação do cartão SUS na UPA tem resultado em alguns episódios de agressão contra recepcionistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e até médicos da Unidade de Pronto Atendimento.

Segundo Tássia Rangel, a solicitação do documento é uma determinação do Ministério da Saúde, e se faz necessário para que os servidores possam alimentar os dados do sistema de informações do ministério.

A diretora alertou a população que só será permitido o atendimento de usuários sem o cartão SUS em casos de urgência e emergência, e confirmou que vai solicitar apoio do 3º Batalhão de Polícia Militar-3ºBPM, visando garantir a segurança dos profissionais que trabalham no atendimento à população. Ouça as palavras da diretora da UPA, Tássia Rangel;

Patosonline.com

Áudio de Misael Nóbrega

Diretora da UPA Tássia Rangel.




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.