• Dra Milena
Locais

Diretora da Maternidade de Patos fala sobre morte de jovem que teve tromboembolia pós-parto; ouça

ÓTICAS GUIMARÃES

A reportagem do Patosonline.com ouviu a diretora da Maternidade Dr. Peregrino Filho, em Patos, Séfora Cândida, nesta quinta-feira (9), que falou sobre o triste episódio da morte da jovem Rita Daiane Osório da Silva Ribeiro, de 20 anos, que faleceu depois de apresentar complicações pós-parto ainda na unidade de saúde. A jovem teve tromboembolia pulmonar e, apesar dos esforços, não resistiu.

Séfora disse que a equipe de enfermagem acionou a equipe médica, que conta com um intensivista, e que ele fez todo o protocolo de reanimação, porque a paciente apresentou parada cardiorrespiratória. Segundo a diretora, a paciente ainda chegou a ser intubada, mas não foi possível reverter a morte, o que ela considerou uma fatalidade.

“Ela deu entrada na terça para ter seu filho de parto normal, evoluindo bem, sem nenhuma intercorrência no parto. Mas nós fomos surpreendidos com o episódio de uma hemorragia, que resultou em uma reposição sanguínea. A tromboembolia pulmonar tem 50% de chance de ocorrer em puérperas que apresentam hemorragia pós-parto. Infelizmente, não tivemos êxito. Toda a equipe lamenta o que aconteceu, mas a Maternidade prestou toda a assistência à paciente. A família também presenciou todo o momento”, explicou a diretora.

Séfora se colocou à disposição para esclarecer qualquer dúvida sobre o procedimento e o ocorrido em si. Mas finalizou desejando os sinceros sentimentos de pesar pela morte da jovem. Ouça:

Patosonline.com

Image

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo