Diretor da arrecadação tributária afirma que Patos terá prejuízos financeiros com a não aprovação do código tributário. Ouça;



O diretor da arrecadação tributária da Prefeitura de Patos, Mirélio Almeida, afirmou nesta quinta-feira, 26, ao jornalista Misael Nóbrega, da Rádio Espinharas 97,9 FM, que a não atualização do atual código tributário municipal trará prejuízos financeiros para o município de Patos a partir do exercício de 2020.

De acordo com Mirélio, a derrota do Projeto de Lei Complementar 3/2019, enviado à Câmara Municipal de Patos por parte do poder executivo, alguns tributos não poderão ser cobrados do contribuinte a partir do próximo exercício financeiro.

Entre os prejuízos citados por Mirélio, destaque para a não implantação da Taxa de Coleta de Resíduos-TCR, conhecida como taxa do lixo, a não redução da alíquota do Imposto Sobre Serviço-ISS, de 5% para 3%, para representantes comerciais que investirem na cidade e a majoração dos valores do Imposto Predial e Territorial Urbano-IPTU, já no exercício de 2020. Ouça as palavras do diretor do DAT, Mirélio Almeida;

Diretor da Arrecadação Tributária-DAT, Mirélio Almeida

Patosonline.com

Áudio de Misael Nóbrega